sexta-feira, maio 18, 2012

I want my fringe back


Sabem o que é pior do que me terem cortado o cabelo que andei a deixar crescer durante meses a fio e que já passava dos ombros, o mesmo cabelo que demorei vários meses a acertar, retirando-lhe todo e qualquer escadeado, num objectivo simétrico de perfeição que finalmente tinha conseguido atingir e que se encontra agora reduzido à altura do queixo, ou a franja recta e compacta que, numa fúria eduardiana mãos de tesoura a **** da cabeleireira retraçou em poucos segundos, deixando no seu lugar uma esganipada, escadeada e curta a la calimero, sabem? Sabem?   

É o dia seguinte!!!

É que se no próprio dia ainda estamos em choque com tudo, no dia seguinte o drama atinge proporções épicas, porque sem aquela sensação de cabelo-esticado-por-um-profissional que ainda disfarça a coisa, o dia seguinte, em que o lavamos e esticamos com o secador, dando-lhe o nosso (falta de) jeito, é mil vezes pior.

Hoje não consigo olhar-me ao espelho sem me sentir o calimero itself e sem me voarem da boca, assim tipo síndroma de tourette, uns quantos palavrões incontroláveis.

2 comentários:

Té F. disse...

God No!!!!
Como é que deixaste que te fizessem uma coisa dessas...
O cabelo ainda vá agora a minha rica franja ninguém põe aqui a tesoura quem a acerta (nem se pode chamar cortar porque é só mesmo as pontinhas)sou eu!!! :)

Mafalda disse...

nem eu sei como ela me fez isto. e foi mesmo no final, quando já estava tudo "calmo", passou-se da cabeça, agarrou na "navalha de escadear" e retrassou-me a franja toda... fiquei para morrer :-P
o que vale é que cresce rápido (I hope!)