segunda-feira, maio 25, 2015

Dos globos de ouro de ontem

Não houve nenhum vestido da passadeira vermelha que me tenha arrebatado o coração ou provocado taquicardias latentes. Achei tudo certinho, mais do mesmo, sensaborão e sem 'uau factor'.
A prova disso mesmo é que adormeci a meio da emissão. (Bendito nausefe!) 


Mas gostei de ver a 'Clarinha' que, às vezes, dá uns certos tiros ao lado, acertar em grande e mostrar que uma loura fica fantástica de vermelho. O vestido não é dos meus favoritos, mas o conjunto, no geral, favorecia-a muito. O cabelo também estava fantástico, mas eu sou suspeita que adoro cortes curtos.
Maria João Luís. A isto se chama ter pinta e saber envelhecer cheia de estilo! Estava fantástica, cabelo com um twist moderno mas apropriado quer ao vestido, quer à idade. Maquilhagem esfumada perfeita. Dou-lhe nota 10! Quando for grande quero ser como ela! 

E a Luísa, perdão, Inês Castel-Branco, numa versão punk-chic cheia de pinta! Isto não é para quem quer, é para quem pode! E a Luísa Inês, arrasou!

A Iva Domingues de vestido branco e com aquele corpaço fazia com que qualquer comum mortal olhasse duas vezes, nem que fosse para lhe tirar as medidas. Mas a isto se chama ser sexy e elegante, ter noção do corpo que se tem e tirar partido dele sem cair na vulgaridade. Não há cá decotes vertiginosos até ao umbigo ou grandes rachas a ver as pernas. A única coisa que a Iva mostra são as costas e não podia estar mais sexy! Go, go Iva!
Benedita Pereira. Adoro a conjugação de cores (muito ao estilo Maria Barros), de rosa e laranja, mas este jumpsuit (ou calças + blusa, ainda não consegui perceber muito bem) e o visual jovem e descontraído da Benedita criaram um visual perfeito. Eu vestiria este modelito na boa. (se cabesse dentro dele, of course!) 
Vitória Guerra. Uma miúda linda de morrer que passou um pouco despercebida na red carpet. Só hoje consegui ver a sua escolha e a verdade é que gosto bastante. Faz lembrar os visuais dos anos 20 mas sem brilhos, ou uma versão moderna do "The Great Gatsby". 

Carolina Patrocínio. Que ela é gira, magra e que tudo lhe fica bem já todas sabemos, mas estava particularmente bonita e elegante neste vestido preto onde o seu bronzeado sempre irrepreensível e cabelos tostados do sol ajudam a criar o efeito mágico. Bendita genética.

As desilusões da noite, ou melhor, as meninas de quem eu esperava mais:
A Raquel Strada. Esta miúda é tão gira e, não sei se na antecedência de se ir casar, quis ir de vestido branco (perdão, amarelo segundo me disseram!) . Não achei a melhor escolha, nem a mais acertada, até porque o vestido não sobressaía no tom de pele dela - também branco. Faltava-lhe cor e salvou-se a maquilhagem, mas não o suficiente para tornar o visual suficientemente apelativo.
Joana Ribeiro. Outra miúda que acho gira, gira e ontem foi de vestidinho branco, sem grande beleza ou originalidade, a roçar a inspiração num banalíssimo negligé de cetim, sem qualquer adorno que brilhasse ou se destacasse. Nem um batom vermelho nos lábios, nada. E aquele lenço/echárpe ao pescoço, só de olhar, sufocava-me. 
Outra desilusão, Débora Monteiro. Uma miúda com um corpaço de cair para o lado, um tom de pele espectacular, um olhar felino e rasgado e depois vai-me tapada até ao pescoço... Já para não falar na escolha dos brincos. Os brincos mereciam ser de brilhantes, mais jóia que brincos - no verdadeiro sentido da palavra - e glamourosos, para dar destaque a um vestido de linhas rectas e corte subido que colocava toda a atenção no rosto e penteado. Não uns brincos que pareciam saídos de uma feira de artesanato. 
Sofia Cerdeira. Detestei a escolha. O rosa até lhe favorece o tom de pele e o cabelo, mas o modelo, aquele traçado de alças na zona do peito não me seduziu e, na minha modesta opinião, fazia-a parecer mais larga e volumosa e envelhecia-a. Se tivesse optado por um azul escuro ou azul petróleo aposto que saía mais favorecida.

Soraia Chaves. Apenas uma pergunta: que cabelinho é esse? Saíste do duche e o secador avariou? Quando a vi na televisão nem queria acreditar no seu ar 'lambido'. By the way, o vestido também foi uma escolha a roçar o infeliz. Mas pronto, todos temos momentos destes.

As grávidas.
Sim, não podíamos acabar este post sem falar das futuras mums to be.

A Bárbara Taborda - que está apenas umas semanitas mais avançada do que eu e, como tal, quase a ter o seu pequeno Benjamim nos braços, estava muito bem dado o avançado tempo de gestação. É difícil encontrar vestidos de gala que favoreçam uma grávida aos 9 meses, mas ela até se saiu bem. Não tem nenhum 'tcharam', é um vestido preto, comprido, sem grande beleza, mas às vezes é mesmo melhor optarmos pelo seguro e não sair da zona de conforto. Estava elegantíssima.

Sofia Fernandes. Li, recentemente, que está grávida de 3 meses e a sua barriga já se faz notar e bem. Estava visivelmente orgulhosa e feliz com o seu estado de graça e isso é meio caminho andado para estar radiante e brilhar na passadeira vermelha. A demarcação da cintura ajuda a criar a separação entre o peito e a zona da barriga, pelo que, na minha opinião, a escolha foi sensata e adequada ao seu período de gestação. 

Todas as fotos foram retiradas do site da Revista Caras.

4 comentários:

Anónimo disse...

Correção: Não se trata de Luisa Castel-Branco, mas sim Inês Castel-Branco.
Em relação ao vestido da Raquel Strada, também não se trata de um vestido branco mas sim amarelo.
É pena as fotos não evidenciarem bem as cores e quem comenta basear-se apenas nisso.

Mafalda disse...

Pois bem sei que me enganei no nome da Inês e a chamei pelo nome da mãe, mas este meu cérebro de grávida de momento não dá para mais... LOL (vou emendar, pode ficar descansado(a).) Já o vestido da Raquel, branco ou amarelo, pura e simplesmente não me convenceu.

Sara Poeiras disse...

Não concordo em algumas coisas .
Gostei imenso do vestido da Sofia Cerveira .

http://intensamenterendida.blogspot.pt

Masha Kiseleva disse...

Gostei muito ! Mesmo giro o blog!!

Visita o meu, se gostares - segue me, deixa uma comentário e eu sigo de volta <3
http://straplesss.blogspot.pt